quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Começa hoje o festival de fronteira Um canto para Martin Fierro


Santana do Livramento será palco a partir desta quinta-feira do festival Um canto para Martin Fierro, que encerra o calendário deste ano. No primeiro dia, teremos um show de abertura com Luíz Cardoso, as oito concorrentes da noite e o encerramento com uma homenagem ao músico local Nelson Cardoso, que comemora os 50 anos de carreira. Na sexta-feira, o espetáculo que abre a noite fica por conta de Jari Terres e logo após, temos a apresentação das últimas oito concorrentes da fase eliminatória. Quem encerra a noite é o Buenas e M'espalho.
O festival tem um descanso no sábado e a atração desta noite é o tributo à Mercedes Sosa, que morreu neste ano e terá uma justa homenagem no palco do Ginásio Guanabara. O primeiro show é de Luíz Carlos Borges e depois teremos a apresentação internacional de Yamila Cafrune. Para encerrar, a dupla César Oliveira e Rogério Melo sobe ao palco para trazer os seus grandes sucessos. No domingo, uma apresentação especial abre a noite de decisão. Das 12 composições finalistas sairá a grande vencedora da 11ª edição do Um canto para Martin Fierro. Joca Martins é responsável pelo último show da noite.

Veja as composições que concorrem neste 11º Um canto para Martin Fierro:

Jurados -
Joca Martins - cantor e compositor
Érlon Péricles - cantor e compositor
Guilherme Collares - poeta, cantor e compositor
Gujo Teixeira - poeta
Evair Suarez Gomez - poeta


QUINTA - 17/12

Campo e guitarra - milonga
Canoas, São Gabriel e Bagé
Letra: Diego Müller e Osmar Proença
Música: Zulmar Benitez
Intérprete: Raineri Spohr

Cena de campo - milonga
São Borja e São Gabriel
Letra: Rodrigo Bauer
Música: Jari Terres
Intérprete: Jari Terres

Los cargueros - milonga
Rivera - URU
Letra: Carlos Berrutti e Luis A. Fontes
Música: Luis A. Fontes
Intérprete: Luis Alberto Fontes

Florão de chinoca - toada
Cachoeira do Sul e Santana do Livramento
Letra: Rafael Teixeira Chiapetta
Música: Leonel Gomez
Intérprete: Marcelo Oliveira

Sobre as marcas no barro
- milonga
Pelotas, Dom Pedrito e São Gabriel
Letra: Xirú Antunes e Adriano Alves
Música: André Teixeira
Intérprete: André Teixeira

Chacarera y resistência - aire de chacarera
Rio Grande e Porto Alegre
Letra: Sérgio Carvalho Pereira
Música: Juliano Gomes
Intérprete: Fabiano Bacchieri

Caçador de campanha
- vaneira
Bagé e Santana do Livramento
Letra: Leonardo Borges e Fábio Maciel
Música: Juliano Moreno
Intérprete: Juliano Moreno

De um amigo para outro
- rasguido doble
Porto Alegre e Viamão
Letra: Paulo Garcia
Música: Márcio Rosado
Intérprete: Jairo Lambari Fernandes


SEXTA - 18/12

Costeio - rasguido doble
Santana do Livramento
Letra: Zeca Alves
Música: Juliano Moreno
Intérprete: Juliano Moreno e Ângelo Franco

Descendência - polca
São Gabriel e Porto Alegre
Letra: Alex Silveira
Música: Luciano Maia
Intérprete: André Teixeira

La verdulera e el canário
- chamamé
Santana do Livramento
Letra: Leonardo Borges
Música: Daniel Cavalheiro
Intérprete: Daniel Cavalheiro e Grupo Charla de Fronteira

Cruzando a estrada
- chamarrita
Santana do Livramento e Porto Alegre
Letra: Fernando Soares
Música: Juliano Gomes
Intérprete: Marcelo Oliveira

O poncho - milonga
Cruz Alta
Letra: Juca Moraes e Zeca Alves
Música: Piero Ereno
Intérprete: Jorge Freitas

Mariposa - rasguido doble
Santana do Livramento
Letra: Rogério Ávila
Música: Leonel Gomez
Intérprete: Leonel Gomez

Los dos rios - chamamé
Pelotas e Jaguarão
Letra: Martin César Gonçalves
Música: Roberto Borges
Intérprete: Juliana Spanevello

Tropilha chamarrita - chamarrita
Bagé e Lages - SC
Letra: Fábio Maciel
Música: Kiko Goulart e Vitor Amorim
Intérprete: Índio Ribeiro
Recitado: Adriano Alves

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Documentário Alma Gaúcha será exibido hoje em Santa Cruz do Sul



Foram apenas três dias, mas que com certeza marcaram para sempre os corações apaixonados pela cultura gaúcha em toda sua força. Três dias de riso, lágrimas, superação, emoção e paixão, demostrada em cada rosto, em cada sorriso, em cada olhar, daqueles que fazem da arte sua maneira de ver e colorir a vida. Em toda a parte se viu mãos que se enlaçavam, olhares que se cruzavam, em toda parte ecoavam os gritos de devoção a arte sulina, e as mãos nas guitarras e as vozes nas gargantas levavam ao mundo um pouco mais de alegria por estar vivenciado a força de toda uma cultura que pulsa altiva e forte mostrando ao mundo que esta terra ainda tem dono. Que seus donos são os herdeiros desta ALMA GAÚCHA e eles plantam, colhem, cultivam as sementes para que as futuras gerações saibam que aqui ainda se tem raiz e se é feliz por ser e dizer EU SOU GAÚCHO.

E foram apenas mais três dias em nossas vidas? Com certeza não! Foram mais três dias que guardamos no fundo de nossos corações junto as coisas que mais amamos, os olhos nos contavam com lágrimas de felicidade toda a alegria de quem faz arte fazendo sua parte para assim viver e firmar raiz pelo ideal de andar espalhando cultura mundo afora!! As bocas nos falavam do nosso orgulho de termos um hino, uma bandeira à respeitar e com ela fibrar lembrando os heróis de outrora, que peleavam por justiça e liberdade!
Hoje peleamos pela verdadeira causa sagrada das gentes! A cultura.
Levamos ao mundo nosso modo tão peculiar de ser, de cantar, declamar, dançar, de viver e por certo de amar .

Assim, somente assim, poderemos dizer que temos ALMA GAÚCHA e que SIRVAM NOSSAS FAÇANHAS DE MODELO A TODA TERRA!!


Matias Moura
Diretor do Documentário ALMA GAÚCHA




Alma Gaúcha é o nome do Documentário que foi produzido pelos alunos Matias Moura e Mauricio Lopes nas aulas práticas da cadeira de Produção em Multimeios ministrada pelo professor Paulo Pinheiro no curso de Produção em Mídia Audiovisual da Universidade de Santa Cruz do Sul. O filme traz como tema o Encontro de Artes e Tradições (ENART); evento que é considerado o maior festival amador de artes da América Latina. As gravações aconteceram na grande final da 24ª edição do festival.
Alma Gaúcha traz em seus depoimentos as emoções de quem se dedica trocando horas de lazer por ensaios cansativos em busca do grande ideal: estar entre os melhores competidores do Enart. O Filme que tem duração de 30 minutos é dividido em quatro movimentos (partes): A Poesia, A Música, A Dança da Chula e A Dança Tradicional. Nessas modalidades, entrevistas foram feitas com os participantes que contam suas emoções sobre o evento, entre depoimentos, música, poesia e imagens de encher os olhos. Assim, o Enart é desvendado .
Matias Moura, diretor do documentário, diz que "para os estudantes este é mais um desafio da passagem pela Unisc, já que buscamos mostrar o tema do ponto de vista de quem participa do evento se dedicando horas e horas de ensaio pra estar em Santa Cruz representando sua entidade, fomos muito felizes nessa escolha pois os próprios entrevistados elogiaram a iniciativa, e podemos adiantar que o Alma Gaúcha já é sucesso pelo fato de estarmos divulgando a cultura do nosso estado para o mundo".

No dia 15 de Dezembro acontece uma mostra do filme no auditório da Câmara Municipal de Vereadores de Santa Cruz do Sul a partir das 20h com entrada franca, além disso será disponibilizado pela internet no www.youtube.com e no endereço www.documentarioalmagaucha.blogspot.com


Ficha Técnica :
Direção: Matias Moura
Roteiro e Pesquisa: Matias Moura e Maurício Lopes
Fotografia: Matias Moura e Luis Habecost
Câmera: Luis Habecost
Câmera Adicional: Matias Moura
Edição e Montagem: Matias Moura e Maurício Lopes
Assistente de produção: Cinara Duarte

2º O Rio Grande canta José Mendes



Inscrições até 15 de fevereiro

Regulamento e ficha de inscrição

Informativo - Luíz Marenco

Informativo - Aluísio Rockembach